Recent Posts
Featured Posts

“No Time to Think!” (Sem Tempo para Pensar)

Comments on the NYTIMES Article by Kate Murphy/ English & Portuguese

http://www.nytimes.com/2014/07/27/sunday-review/no-time-to-think.html?_r=0

We are the mirros for our Children!

It has been spread out the concern among parents about the cyber / multitasking new generation, but now this article reffers directly to us, grown ups! We might be affecting their development as a primary example.

It seems that we are all over doing it, but not necessarily, productively. In fact, we are hiding ourselves, avoiding our own emotions and creativity to flow and causing so much trouble in our daily lives, such as depression, feeling of emptiness in our souls. We simply can’t be with ourselves! That is what researches are pointing out. Please follow the Article.

“ Feeling what you feel is an ability that atrophies if you don’t use it”, said Giancarlo Dimaggio, a psychiatrist with the Center for Metacognitive Iterpersonal Therapy in Rome

Comentários Peki na Língua Portuguesa

“Sentir o que está sentindo é a habilidade que atrofia se você não usá-la”. Afirma Giancarlo Dimaggio, psiquiatra italiano do Centro de psiquiatria Metacognitiva Interpessoal.

Pesquisadores, ao redor do mundo, depois de inúmeros estudos, mostram que aqueles que permitem suas mentes divagarem, sem estarem constantemente conectados `a uma atividade específica, apresentam uma maior capacidade criativa de resolver seus problemas.

No PeKi, falamos muito em dimuir o ritmo das agendas das crianças e o uso dos eletrônicos, permitindo que tenham mais tempo livre e sejam mais criativos. Embora o artigo sugerido abaixo, não seja sobre o comportamento das crianças, serve para lembrarnos, que somos espelhos para elas. As pesquisas ao redor do mundo, vão `a fundo sobre as consequências do “over doing", fazendo demais, ou “over tasking”, tentando fazer tudo ao mesmo tempo. Essa aceleracão constante vem trazendo um vazio e desconforto ao ficarmos conosco mesmos, e lidarmos com nossos pensamentos e emoções. Existe uma entrevista engraçadíssima com o comediante Americano, Louis C.K., que ficou famosa, pore ele ter tratado com tanta franqueza uma situação que muitos de nós nos identificamos: “`As vezes quando as coisas vêm claras em nossos pensamentos e não temos nada para assistir e estamos no carro, e o pensamento insiste, estamos sozinhos… vem a tristeza, e é por isso que enviamos mensagens e dirigimos ao mesmo tempo. As pessoas estão dispostas a correr o risco de tirarem uma vida e arruinarem sua própria, porque não querem ficar sozinhos… porque é tão difícil.”

Screen Shot 2015-02-25 at 5.54.54 PM.png


Follow Us
Search By Tags
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square